quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Qual é superior?

Prosa e poesia constituem a falsa aparência de que a literatura se divide em dois campos. Mas será que prosa é meramente texto corrido e poesia texto em versos?

Se assim for, entre os dois grandes escritores uruguaios do último simbolismo francês – Isadore Ducasse e Jules Laforgue – quem foi o poeta e quem foi o prosador?


Suposta foto de Isadore Ducasse
Retrato oval de Jules Laforgue
     
Mesmo que se defina territórios, alguns dos melhores poetas e prosadores dentre os quais os dois acima citados ultrapassaram quaisquer limites.

Poesia e prosa (e todas as formas de arte) são regidas pela linguagem, seus fundamentos e inferências formais.

Tratar as palavras em encadeamento rítmico ou contar histórias com variações estruturais, tanto a poesia quanto a prosa fazem...

A prosa, no sentido convencional hoje dado a ela, firmou-se a partir de Gutenberg.




Há bons livros para entender essa ruptura. Dois deles são Galáxia de Gubenberg, de Marshall McLuhan, e História da Literatura Ocidental, do austríaco Otto Maria Carpeaux.

O nazismo forçou Carpeaux, um intelectual alemão de esquerda, a migrar para o Brasil. Aqui fez história como jornalista, escritor e editor da ótima versão nacional da Grande Enciclopédia Delta Larousse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário